Administração Superior da PCMG – Sindicato despacha com Chefia demandas de interesse da categoria e informa sobre atuação contra a Reforma da Previdência

11 de janeiro de 2017

O presidente do Sindpol/MG Denilson Martins e o diretor regional do Norte de Minas, Enmerson Mota, se reuniram e despacharam ontem (10/1), com o Chefe de Polícia, Dr. João Otacílio, o Chefe-Adjunto, Raimundo Nonato e o Superintendente de Integração de Polícia Judiciária, Luiz Flávio Cortart, as questões de transferência, calendário de promoções, promoções por tempo de serviço (todas em atraso), na forma e discussões já realizadas com a Seplag, e também sobre a posição do Sindpol/MG e demais entidades vinculadas, no tocante a luta contra a Reforma da Previdência, que quebra o direito da aposentadoria e pensão diferenciada de policiais civis.

Os dirigentes sindicais informaram acerca da caravana, a ser realizada entre os dias 6 a 8 de fevereiro, para Brasília, dos policiais e dirigentes que se farão presentes, e da importância e necessidade da participação da Administração Superior da PC nessa tratativa, pois ela interessa a todos. O presidente esclareceu ao Chefe, e aos demais presentes, que a derrubada do veto ao PLP 257/16, no caso de Minas Gerais, importa em pelo menos o não pagamento por 3 anos, de pelo menos R$ 3 bilhões ao mês, o que em muito ajudaria no caixa, para regularizar pagamentos do funcionalismo público e os benefícios previstos no crescimento vegetativo da folha (promoções, progressões, gratificações etc., sem falar na possibilidade financeira para a realização de concurso público e demais pauta reivindicatória, como a pauta do Sindpol/MG, equiparação entre “investigadores e peritos”), logo, e não é por acaso, e nem por qualquer coisa que estamos lutando, é para manter vivo o direito e a possibilidade de lutar e obter reais resultados, afirmou Denilson Martins.

O chefe Dr. João Otacílio disse que está acompanhando atentamente todas essas tratativas, e que também esteve em Brasília, no mês passado, juntamente com o secretário de Segurança Pública, Dr. Sérgio Barbosa Menezes, e que o Sindpol/MG está no seu papel, cobrando, reivindicando e defendendo a categoria, e que, a Chefia de Polícia, no exercício de sua função e na garantia do pleno funcionamento, não dificultará a atividade sindical, até porque tudo está previsto no texto da Constituição Federal, e que as portas da Administração Superior, como sempre, estarão abertas para profícuo diálogo e soluções das demandas que estão ao seu alcance, entretanto é importante aos dirigentes observarem a fiel obediência aos dispositivos legais e não ocorrência de excessos irreversíveis, mas que toda luta classista deve ser respeitada. Inclusive ele mesmo já está agendando sua participação nessa mesma data para o Fórum de debate, em Brasília, com os demais Chefes de Polícia e secretários de segurança, dado a gravidade e a importância dessa matéria.

O presidente Denilson Martins agradeceu a compreensão e a colaboração do Chefe de Polícia e se comprometeu, até o começo do mês de fevereiro, encaminhar a relação dos policiais civis e servidores administrativos, que participarão da caravana, sob responsabilidade do Sindpol/MG, para o necessário abono de ponto, por participação de atividade de interesse Institucional da categoria policial.