Sindpol/MG participa da inauguração do Núcleo Especializado de Investigação de Feminicídios

15 de maio de 2019

Representando o presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho”, o diretor de assuntos do interior Mário Antônio dos Santos e o diretor suplementar Wellington Kallil, participaram na tarde de hoje (15/05), da inauguração do Núcleo Especializado de Investigação de Feminicídios, no Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Visando atender a urgente necessidade de agilizar a investigação criminal de homicídios cometidos contra a mulher e com base na Lei Maria da Penha, a Polícia Civil de Minas Gerais criou o Núcleo Especializado de Investigação de Feminicídios. De acordo com Resolução nº 8.099, de 17 de abril de 2019, publicada no Diário Oficial do Estado, a finalidade do núcleo é dar mais agilidade e eficiência às investigações de crimes de feminicídio.

O Chefe da Polícia Civil Wagner Pinto de Souza, disse que o núcleo está inserido no DHPP e que trabalha de forma integrada com a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. “Além de apurar de forma célere esses crimes, também temos como objetivo prestar assistência social e psicológica aos familiares das vítimas”, disse Wagner Pinto.

Os diretores do sindicato parabenizaram a PCMG pela criação do núcleo.

É com muita tristeza que o Sindpol/MG informa o falecimento do delegado aposentado Pedro Zanella.

O velório do policial civil acontecerá nesta quarta-feira (15/05), no Velório da Santa Casa de Belo Horizonte, das 07h às 14h. O mesmo será cremado em uma cerimônia reservada.

O Sindpol/MG se solidariza com os familiares e amigos do policial.

O Sindpol/MG participou na tarde de hoje (10/05), da cerimônia de entrega de medalhas, realizada pela ASPCEMG (Associação dos Servidores da Policia Civil do Estado de Minas Gerais), em Lagoa Santa, em homenagem ao trabalho dos Policiais Civis e Militares e Bombeiros Militares. O evento contou a presença dos membros do Conselho Superior da Polícia Civil e de outras autoridades.

O presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho” foi indicado pelo presidente da ASPCEMG José de Souza Lacerda, para receber a Medalha Investigador Willian Souza Nunes. “É uma honra receber esta medalha”, disse José Maria.

A medalha foi entregue em comemoração ao aniversário de fundação da ASPCEMG e ao dia do Policial Civil, que é comemorado no dia 10 de maio aqui em Minas Gerais.

Vários policiais civis e militares e bombeiros militares, também receberam a Medalha Investigador Willian Souza Nunes, em homenagem ao trabalho que eles prestam para a sociedade.

Durante o evento José Lacerda também homenageou as vítimas da tragédia que aconteceu em Brumadinho, em janeiro desse ano, além de homenagear os policiais e bombeiros que morreram defendendo a sociedade.

O Governo de Minas anunciou que vai antecipar o pagamento da primeira parcela do salário dos servidores. O depósito será feito na próxima sexta-feira (10/05). Inicialmente, o deposito estava programado para a segunda-feira (13/05).

A Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) informou que a antecipação foi realizada para que os servidores recebam parte do salário antes do dia das mães, celebrado no próximo domingo (12/05). A pasta informou que essa foi “uma solicitação do governador Romeu Zema” e destacou que a medida foi possível após remanejar recursos de maneira a antecipar o pagamento.

O critério do pagamento seguem os mesmos anunciados. Pagamento de até R$ 3.000 para os servidores ativos, inativos e pensionistas da Saúde e Segurança Pública, e de até R$ 2.000 para os demais servidores, incluindo inativos e pensionistas.

Fonte: Jornal O Tempo

A direção do Sindpol/MG recebeu no fim da tarde de hoje (06/05) o prefeito de Santa Luzia e assessor político do sindicato Christiano Xavier, o deputado federal Diego Andrade (PSD/MG), e o presidente do Sindepominas Marco Antônio de Paula para discutirem o texto da Reforma da Previdência.

O presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho” solicitou ao deputado que interceda pela Polícia Civil no Congresso Nacional, pois essa PEC pode retirar direitos adquiridos conquistados com muita luta. “Não pode existir privilégios, às Forças Armas e a Polícia Militar foram privilegiados, mas e nós operadores da Segurança Pública? Peço que interceda pela Polícia Civil, Agentes Penitenciários e Socioeducativos e pelos Guardas Civis, somos todos nós que fazemos a Segurança Pública neste país”, afirmou.

O deputado federal Diego Andrade disse que entende a situação dos operadores de Segurança Pública no país, e que determinadas profissões precisarão ser revistas neste texto da Reforma da Previdência, como o caso dos profissionais da Segurança Pública, dos professores, dos produtores rurais e para pessoas que dependem do BPC (Benefício de Prestação Continuada). Ele se comprometeu em ajudar neste sentido. O parlamentar deixou claro que a Reforma é necessária para atrair investidores para o Brasil e aumentar o emprego, porém precisa sofrer algumas alterações no texto, de forma que ela também não sufoque os mais pobres, chegando a um equilíbrio.

No dia 21 de maio haverá uma Mobilização Nacional, organizada pela UPB (União dos Policiais do Brasil), em Brasília, onde todos os policiais do país irão participar.

A pedido do presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho”, o diretor suplementar e presidente da Aespol/MG Wellington Kallil e o presidente do Sindep/MG Bertone Tristão, se reuniram na última sexta-feira (03/05), com a coordenadora da Superintendência de Planejamento Gestão e Finanças (SPGF) Dr. Rita Januzzi, para tratarem sobre o edital de promoções.

Durante a reunião os dirigentes sindicais ressaltaram que os recursos destinados para as promoções não tem sido distribuído de maneira igual entre as carreiras, de modo que para a maioria dos policiais civis fica difícil a compreensão acerca dos critérios de destinação das vagas.

Os diretores também falaram acerca do fim das promoções por merecimento, que de acordo com eles esta modalidade será extinta devido ao andamento dos editais.

A coordenadora da SPGF Dr. Rita Januzzi ouviu atentamente as reivindicações dos dirigentes e se comprometeu em auxiliar na busca de alternativas que modifiquem o quadro atual.

O governo de Minas Gerais divulgou nesta quinta-feira a escala de pagamentos do salário de abril dos servidores. Os vencimentos serão depositados na conta nos dias 13 e 24 deste mês.

Os critérios adotados serão os mesmos dos meses anteriores: a primeira parcela terá o limite de até R$ 2 mil para os servidores ativos, inativos e pensionistas, com exceção daqueles ligados às áreas de saúde e segurança, que receberão uma parcela de até R$ 3 mil.
O restante do salário de toda a categoria será depositado dia 24.

Fonte: Jornal Estado de Minas

A direção do Sindpol/MG participou na manhã de hoje (30/04), da formatura dos 67 novos investigadores da Polícia Civil, que aconteceu no Auditório Presidente Juscelino Kubistchek, na Cidade Administrativa. Autoridades do Governo do Estado, do Poder Legislativo, das Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros Militar, além de familiares e amigos dos formandos, também prestigiaram a solenidade.

O Chefe da Polícia Civil Dr. Wagner Pinto de Souza parabenizou os novos investigadores, e pontuou alguns pontos positivos do atual governador Romeu Zema, que em cem dias de governo já aprovou a homologação e a nomeação de candidatos aprovados nos concursos de delegado e escrivão, e também a nomeação dos excedentes do certame de investigador, edital 2014, além de atender algumas demandas da categoria.

O diretor de mobilização e formação sindical Adilson Bispo e o diretor suplementar Wellington Kallil, parabenizaram os novos investigadores de polícia, que de acordo com eles, venceram várias etapas para chegarem até a formatura do Curso de Formação Policial. Os diretores também parabenizaram a atuação do Chefe da Polícia Civil Dr. Wagner Pinto, que tem sido um grande mediador entre o sindicato e o Governo do Estado, com relação às reivindicações apresentadas.

O presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho”, parabenizou os formandos e falou que toda a direção do sindicato lutou bravamente para que eles fossem nomeados, e que continuarão lutando pela nomeação do demais excedentes.

A pedido do presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho”, o diretor de mobilização e formação sindical Adilson Bispo, participou hoje (29/04), da sexta edição da campanha “Maio Amarelo”, lançada pelo Detran/MG.

O lema da campanha é “No trânsito, o sentido é a vida”, que tem como objetivo incentivar os adultos a ouvirem os conselhos dos mais jovens e refletirem sobre o comportamento nas vias.

De acordo com a delegada Amanda de Menezes Curty, coordenadora de Educação no Trânsito do Detran/MG, esse pode ser um diferencial da campanha, pois muitos pais querem ser o exemplo para seus filhos.

Adilson Bispo disse que essa iniciativa é algo muito positivo, porque conscientiza a sociedade como um todo, além de incentivar os adultos a serem um bom exemplo e ouvir os mais jovens.

Durante o evento uma blitz foi montada em frente ao Detran/MG, na Avenida João Pinheiro, com o intuito de alertar os motoristas e pedestres sobre atitudes seguras no trânsito.

Ao longo do mês de maio ações educativas serão promovidas em todo o estado de Minas Gerais, com a intenção de despertar na sociedade a conscientização sobre a segurança no trânsito.

O presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho” e demais diretores, receberam hoje (26/04), a diretora do Instituto de Identificação e professora titular da Faculdade Batista de Minas Gerais, Dra. Letícia Gamboge, para discutirem sobre a nova proposta de parceria do sindicato com a Faculdade Batista.

Os filiados do sindicato terão descontos de 40% nos cursos de graduação e pós – graduação.

O presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho”, e demais diretores se reuniram na tarde de hoje (26/04), com o sindicato da Polícia Rodoviária Federal, para discutirem os próximos atos contra a PEC 06/2019 (Reforma da Previdência).

Os sindicalistas falaram da importância da união de todos os policiais, tanto de Minas Gerais, quanto do Brasil inteiro, pois esse é um momento bastante delicado, porque a Reforma da Previdência vai destruir a aposentadoria especial de todos.

Os representantes sindicais pretendem abordar os deputados federais novamente, nos dias 06 e 07 de maio, no Aeroporto Internacional Tancredo Neves (Confins), com panfletagem, para reforçarem os pontos negativos da PEC 06/2019.

O Sindpol/MG, juntamente com as demais entidades de classe que representam a Polícia Civil, participaram de um almoço hoje (26/04), na Associação dos Servidores da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais (Aspcemg), a convite do deputado federal Léo Motta (PSL/MG).

 Depois de almoço os sindicatos e associações se reuniram com o deputado e apresentaram algumas demandas da categoria.

O presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho”, agradeceu ao deputado e disse que é muito bom ter um representante da categoria no parlamento, que isso facilita o diálogo dos sindicatos e associações junto ao Governo.

O vice presidente Marcelo Armstrong apresentou ao deputado algumas demandas importantes, tais como a negociação com o Governo Estadual, que culminou em retomar o diálogo para a volta do pagamento no 5º dia útil, a recomposição das perdas inflacionárias, que já chegam a 27% e a regularização do repasse ao IPSEMG. Ele ponderou também que é importante que o deputado assuma o protagonismo com relação a PEC 06/2019 (Reforma da Previdência), para a manutenção da aposentadoria especial com paridade e integralidade de todos os policiais civis, nos mesmos moldes das Forças Armadas.

Bruno Viegas, diretor da Cobrapol (Confederação de Trabalhadores Brasileiros Policiais Civis) agradeceu ao deputado e pontuou algumas demandas importantes como, a PEC 06/2019 (Reforma da Previdência), a carreira única e a revisão da Lei Orgânica da Polícia Civil (LOPC 129/2013).

Os representantes das entidades falaram da importância de união dos sindicatos e associações, para lutarem por seu direitos, principalmente em relação à Reforma da Previdência. “Uma polícia única é mais fácil de ser defendida em qualquer parlamento”, disse Marcos Antônio presidente do Sindepominas.

O deputado Leo Motta ouviu atentamente todas as reivindicações e se prontificou em ajudar. Em relação à PEC 06/2019 (Reforma da Previdência), Léo Mota disse que irá marcar uma reunião com todos os representantes das entidades de classe, para discutirem os pontos do texto e fazerem uma carta conjunta, que será apresentada ao Presidente da República Jair Bolsonaro. “Além de ser deputado, eu sou o investigador Léo Motta, e irei lutar pelos direitos de todos os policiais civis, independente de carreira, e com certeza teremos muitas conquistas para comemorarmos juntos”, afirmou.

O Sindpol/MG se reuniu na manhã de hoje (23/04), com o Sindpecri/MG, o Sindep/MG, o Sindepominas e com o deputado estadual Delegado Heli Grilo, para discutirem sobre as férias prêmio dos policiais civis que se aposentaram a partir de 2016 e ainda não receberam as mesmas, que podem ser convertidas em espécie no ato da aposentadoria.

Durante a reunião os sindicalistas falaram que esse é um direito dos policiais civis aposentados, e que não é pago desde 2016.

Disseram também que é necessário que a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e a Secretaria da Fazenda reconheça esse direito e apresente um cronograma para realizar o pagamento das férias prêmio.

O presidente do Sindpol/MG José Maria de Paula “Cachimbinho” disse que alguns filiados já estiveram no sindicato buscando informações sobre as férias prêmio.

Ao final da reunião os representantes das entidades fizeram um ofício conjunto, que será encaminhado ao chefe da PCMG Dr. Wagner Pinto de Souza, solicitando que ele apresente essa reivindicação ao governador do Estado, Romeu Zema.

Veja o ofício conjunto

O deputado federal Fábio Henrique do PDT/SE criticou o texto Reforma da Previdência, que beneficia somente as Forças Armadas e acaba com a aposentadoria dos demais servidores da segurança pública.

Veja o vídeo

 

O Governo de Minas Gerais vai antecipar em quatro dias a parcela do 13º de todos os servidores públicos do Estado referente ao mês de abril. Ao invés do dia 22 deste mês, o funcionalismo vai receber, na próxima quinta-feira (18/04), o montante referente ao mês de abril.

A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais, nesta terça-feira (16/04).

Segundo a Secretaria, a antecipação ocorre em função “da organização do fluxo de caixa do Estado”.

Fonte: Jornal O Tempo