Caso de agressão no Hospital de Montes Claros

1 de Fevereiro de 2016

Caso de abuso no Hospital de Montes Claros

Direção do Sindpol/MG prossegue no acompanhamento do caso de agressão a médica legista

Na tarde dessa segunda-feira (01/02) o presidente do Sindpol/MG Denilson Martins e o diretor jurídico Geraldo Chaves, acompanharam a médica legista Dra. Selma Rejane Gontijo, para prestar depoimento no Centro de Referência dos Direitos Humanos e também na sede do Conselho Regional de Medicina. Essas medidas visam contribuir com mais ênfase na justa e necessária apuração exemplar e rigorosa dos fatos, inaceitáveis praticados contra a cidadã.

O presidente Denilson Martins também explanou as autoridades dos dois órgãos que a intenção do Sindpol/MG – muito além de responsabilizar os agressores da Dra. Selma e denunciar péssimo atendimento dispensado à mesma e seu filho na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros – visa também o cumprimento do papel e da missão do sindicato em aprimorar, aperfeiçoar e corrigir os órgãos da Administração Pública de prestação de serviço ao cidadão, e não se pode jamais ser tolerante com esse tipo de conduta e de desvio de finalidade dos órgãos e repartições em nosso Estado. E na condição de representante de classe compete sim ao Sindpol/MG zelar pelos interesses de seus filiados, quando esses se encontram em situação de risco, conflito e vitimização. O presidente ainda acrescentou que estranhou a postura do comando local, da PMMG, que mesmo diante de um ato de flagrante de arbitrariedade não se posicionou com  a necessária imparcialidade que a situação requer, disse que é lamentável, sob todos os aspectos, que as imagens reproduzidas do incidente envolvendo a mãe, trabalhadora e servidora pública aposentada, ganhar nas redes sociais, em detrimento do bom nome, e da integridade dessa servidora e isso é muito difícil de se reparar, mas que o sindicato já está tomando todas as providências necessárias para que haja responsabilização, reparação, retratação e mudança de doutrina, para que fatos dessa natureza não mais aconteçam.