Concurso de delegado – Condição de policial civil e tempo de exercício na profissão será considerado como prova de título

16 de janeiro de 2018
Delegada de polícia, Cinara Liberal; inspetor de polícia Denilson Martins e delegado de polícia, Hugo Silva.

A cobrança do Sindpol/MG para que considerassem a condição de policial civil e o tempo de serviço, assim como os demais cursos de formação policial, como prova de títulos no concurso de delegado, foi atendida. Essa é mais uma grande conquista para a categoria.

O Sindpol/MG foi convidado, na última sexta-feira (12/01), para analisar e contribuir com a consolidação do concurso de delegado, e um dos itens do edital considera o tempo de polícia e os cursos realizados pelos policiais na Acadepol, como prova de títulos para esse certame.

Segundo o presidente do Sindpol/MG, Denilson Martins, já fazia tempo que o sindicato reivindicava isso e, agora, é um sonho conquistado. “. Isso vai favorecer e muito pela profissionalização da polícia. Esse era um compromisso antigo do Sindpol/MG”, afirmou Denilson.

Relembre o caso

Em junho de 2017, assim que o Governo anunciou o concurso de delegado, a direção do Sindpol/MG oficiou a Chefia de Polícia solicitando que considerassem, nesse próximo certame, a condição de policial civil e o tempo de exercício efetivo na profissão, como prova de título e pontos, da mesma forma que já se pratica em outros Estados.

Chefia de Polícia anuncia concurso para delegado e Sindpol/MG solicita exercício efetivo na Polícia como prova de títulos e pontos

Em outubro de 2017, a direção do Sindpol/MG se reuniu novamente com a Cúpula da Polícia Civil para enfatizar a importância de considerar que a condição e o tempo de serviço, assim como os demais cursos de formação policial, , sejam considerados como prova de títulos no concurso de delegado.

Policial civil poderá ter prova de títulos no concurso de delegado da PCMG