Coordenação da Intersindical se reúnem e avaliam reunião com Seplag e a instituição da Mesa Permanente de Negociação Sindical

3 de Março de 2016

Coordenação da Intersindical se reúnem e avaliam reunião com Seplag e a instituição da Mesa Permanente de Negociação Sindical

Na tarde dessa quarta-feira (02/03), os dirigentes sindicais das entidades que compõem a coordenação intersindical do serviço público mineiro, se reuniram para avaliar a reunião realizada ontem, na Seplag, com o secretario Helvécio Magalhães e demais representantes do governo, com vários segmentos sindicais do serviço público, para a instalação da Mesa Permanente de Negociação Sindical, órgão que substituirá o CONES, criado no governo passado, que tem por finalidade legitimar e institucionalizar o processo de negociação entre governo e entidades sindicais de todas as categorias do serviço público.

A reunião foi avaliada pela maioria como positiva, mas que, é preciso que o governo e as entidades de classe formatem este instrumento, delimitando o alcance dessa participação, pois, entidades que não fazem parte do serviço público, não podem participar, nem tão pouco opinar nos processos de modernização e valorização dessas categorias. Outro ponto de destaque, foi a necessidade de maior objetividade por parte do governo na apreciação das matérias pautadas pelas entidades nesse novo órgão. “Não se pode admitir demora, nem jogo de empurra no atendimento de demandas históricas que têm gerado detrimento e prejuízo para os nossos servidores, e consequentemente déficit na qualidade na prestação de serviço à população”, afirma o presidente do Sindpol/MG Denilson Martins.

Nesse sentido, ficou deliberado nessa reunião que, só se admitirão entidades sindicais legitimas, legalmente constituídas e associações de natureza estritamente sindical e vinculada ao serviço público e não às categorias da iniciativa privada. Também deliberou-se pela não existência de câmaras setoriais, devendo cada demanda especifica ser discutida e negociada com a entidade representativa e legítima do segmento. Essas premissas serão levadas para a apreciação da Seplag na próxima reunião da Mesa Permanente, que acontecerá na semana que vem.