Sindpol/MG reúne com a comissão de excedentes do concurso de investigador

21 de Março de 2018

A direção do Sindpol/MG, se reuniu na tarde desta terça-feira (20/03), com a comissão de excedentes do último concurso de investigador, para organizar novas ações cobrando do Governo a nomeação e a posse dos 628 restantes do último certame de investigador.

O presidente do Sindpol/MG, Denilson Martins, pontuou que conforme definida na última reunião com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais (Seplag), convencionou que no final do mês de março, após apurar os resultados ficais do primeiro trimestre, o Governo daria uma resposta sobre os números de substituições que seriam efetivadas na dependência desse resultado, face o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Denilson Martins disse, que é preciso estarem atentos para esses números, uma vez que as variações podem prejudicar as expectativas do pleito, por isso é necessário agendar uma nova reunião urgente com a Seplag e com a Chefia da Polícia Civil, e se comprometeu agendar uma reunião o mais breve possível.

Os membros da comissão, demonstraram a angustia e a aflição do grupo de excedentes, face a esta instabilidade política e econômica do estado, o que certamente afeta as decisões que dependem para convocação dos mesmos, mas que confiam na direção do sindicato que está intermediando e pressionado em benefício dos mesmo.

Os excedentes estão dispostos a ações mais radicais para pressionar o Governo, para que eles sejam convocados, como foi o caso do acampamento montado em frente ao Palácio das Mangabeiras, porém aguardam uma posição do sindicato o mais breve possível.

Também participaram desta reunião o diretor jurídico, Geraldo Chaves, o diretor regional do Norte de Minas, Enmerson Mota, o chefe de departamento de Montes Claros, Renato Nunes e todos foram enfáticos aos presentes sobre a real necessidade de efetivos pelo à qual atravessa a Polícia Civil.