Guarda Municipal denuncia irregularidades na administração da Instituição.

sindguardas.jpgGuarda Municipal denuncia irregularidades na administração da Instituição

Denúncias de grampos, demissões arbitrárias, nepotismo, perseguições, dispensa de licitação para a compra de uniformes e a realização de concursos envolvendo a Guarda Municipal de Belo Horizonte vêm sendo investigadas por uma comissão especial criada na Câmara Municipal. As acusações envolvem também a Fundação Guimarães Rosa, responsável pela realização dos concursos.

De acordo com as denúncias, que partiram do vice-presidente da Associação dos Guardas Municipais da Região Metropolitana (Asgum), Renato Rodrigues da Conceição, a fundação foi contratada pela Prefeitura de Belo Horizonte, sem qualquer licitação, para treinar e capacitar os agentes da Guarda, a fundação é dirigida por ex- policiais militares que ocupam cargos de direção na Guarda. Um coronel e membro do conselho curador da FGR, José Martinho Teixeira, foi o comandante da Guarda Municipal até junho deste ano, sendo exonerado do cargo após denuncias de “grampo” na sede da instituição.

O Secretário Municipal de Segurança Pública e Patrimonial de Belo Horizonte, o coronel Genedempsey Bicalho afirmou que a responsabilidade pelas contratações feitas para a Guarda Municipal, incluindo os serviços prestados pela fundação Guimarães Rosa, não é da “alçada” dele e que sua pasta não tem competência para celebrar este tipo de convenio. Quanto as acusações de nepotismo o Secretário informou que conhecia os nomes citados, mas não soube dizer onde todos trabalhavam, nem os cargos ocupados.

Os guardas realizaram ainda, no dia 15 de novembro uma manifestação da Praça da Estação, de acordo com o diretor do Sindguarda, Pedro Bueno, além dessas irregularidades, outra insatisfação manifestada pelos guardas municipais é o fato de a Guarda ser uma entidade civil extremamente militarizada, submetida a alguns regimentos militares, “a Guarda esta passando por uma crise de identidade, buscamos um enquadramento mais adequado para a categoria”, esclareceu.