IPSEMG

IPSEMG
Sindpol participa da reunião do Conselho de Beneficiários do IPSEMG

 

Na manhã de hoje (19/11), o presidente Denilson Martins participou da primeira reunião deste ano do Conselho de Beneficiários do IPSEMG, na Seplag, Cidade Administrativa de Belo Horizonte. Um novo plano de atendimento básico à saúde dos servidores do Estado foi apresentado pelo presidente do Ipsemg, Dr.Hugo Vocurca Teixeira.


O Projeto Atenção Primária em Saúde do IPSEMG apresentou relatórios e dados sobre:
– Rede assistencial (Capital/Interior);
– Pirâmide etária dos beneficiários da assistência à saúde (2013);
– Modelo da pirâmide de riscos;
– Situação atual;
– Proposta;
– Objetivos;
– Benefícios;
– Ofertas de serviços de encaminhamento pela atenção primária;
– Fluxo de atendimento primário.
 

Em seguida, o projeto foi debatido entre os representantes sindicais, que puderam avaliar e questionar alguns dos problemas atuais do instituto. O presidente do Sindpol/MG, Denilson Martins afirmou que, o maior déficit do sistema tem sido as cotas de atendimento, visto que, inúmeros servidores ficam sem atendimento inclusive de urgência, e que a demora destes atendimentos e/ou resultados de exames, geram mais danos à saúde dessas pessoas, causando até mesmo outras doenças.
 

Dr. Hugo esclareceu que, estes assuntos estão sendo devidamente analisados, novos hospitais e agentes de saúde estão sendo contratados e o novo plano de ação será implantado paralelamente as correções do sistema atual. O mesmo finalizou a reunião com a posse dos novos conselheiros da instituição, como também, com a escolha de um novo presidente, Dr. Alexandre Paulo Pires da Silva.  

 
POSSES:
 
·                           Geraldo Antônio Henrique da Conceição (titular) e Carlos José Bueno (suplente) – Representantes dos Servidores do Poder Executivo.
·                           Geraldo Ediberto Fernandes (titular) e Flávio Hannas Resende Guimarães (suplente) – Representantes dos Servidores do Poder Legislativo.
·                           Alexandre Paulo Pires da Silva (titular) e Antônio Costa dos Santos Júnior (suplente) – Representantes dos Servidores do Poder Judiciário.
·                           Gladston Almeida Cajá (titular) e Miranilton Portes Pereira (suplente) – Representes dos Servidores do Ministério Público.
·                           Wilton Renato de Sá (titular) e Rodrigo Terenzi Neueschwander (suplente) – Representantes dos Servidores do Tribunal de Contas.

 


Veja ao lado o texto da diretora do Sinjus – Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado de MInas Gerais, Dra. Viviane Queiroz Callazans.

O Sindpol/MG estará acompanhando o novo projeto e lutando sempre por melhores condições de saúde para os servidores públicos.

IPSEMG
Sindpol é convidado pelo deputado Adalclever Lopes para ciclo de debates


O Sindicato dos Servidores da Polícia Civil – SINDPOL/MG, foi convidado, via ofício, pelo deputado e presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Sr. Adalclever Lopes, para participar da primeira reunião preparatória, em 5 de outubro/2015, para o ciclo de debates sobre a atual situação do IPSEMG, que será realizado no final de novembro.

O sindicato agradece o convite e informa que estará presente para continuar a luta pelos servidores da categoria.

Veja ofício ao lado.

IPSEMG
Governo revoga decreto e repassa contribuição de beneficiário para Ipsemg, mas ainda não resolve desafio de financiamento do órgão

 

Foi publicado hoje no Diário Oficial de Minas Gerais, um decreto do governador Fernando Pimentel, que altera o decreto do governo passado (Alberto Pinto Coelho), que transferia todos os recursos destinados ao Ipsemg, da contribuição do servidor e patronal, para o caixa único do Estado. Com essa nova decisão, os recursos descontados em folha, do servidor, pensionista e aposentados, bem como, os valores da coparticipação, serão destinados agora para o IPSEMG. Porém, a contribuição referente ao aporte governamental de 1,6% continuam retidos no caixa único.

A medida era reivindicada pelo conjunto dos servidores desde o final do ano passado, quando em um manobra, o governo Alberto Pinto Coelho retirou todos os valores do Ipsemg, transferindo para o caixa único para pagamento de empreiteiros e fornecedores, um verdadeiro crime contra a previdência e saúde dos servidores e dependentes. O decreto do governador Pimentel também não resolve o problema da restituição dos quase 4 bilhões desviados do instituto com a extinção do FUPEMG, nem tampouco equilibra as contas do instituto que precisa se manter com autonomia e restabelecer os convênios com hospitais, clinicas e laboratórios no interior, para justificar a contribuição para a prestação de serviço médico hospitalar aos beneficiários.

A publicação desse decreto é encarada por nós servidores públicos e dirigentes sindicais como um bom começo, mas ainda é pouco para a solução do grave problema de gestão do instituto. O governo cumpriu em parte o compromisso feito com a categoria, falta ainda restituir aos cofres do instituto o que foi desviado pelo governo passado, restituir também a contribuição patronal (que o próprio governo deve fazer, como sempre foi praticado em cumprimento da lei), e ainda aumentar o valor dessa contribuição patronal pelo menos para o mesmo patamar que pagam todos os contribuintes e servidores, de 1,6% para 3,2%.

O presidente do Sindpol/MG Denilson Martins e diretor Wellington Kallil estiveram na audiência e acompanharam a reunião. "O Ipsemg não é do governo, é de todos nós servidores públicos e deve continuar prestando serviços essenciais de saúde aos seus beneficiários e dependentes, na capital e interior", afirma Denilson Martins.