Notícias da Lei Orgânica: atendendo a um antigo pedido do SINDPOL/MG Chefia da Polícia celebra convênio com a ALMG.

Notícias da Lei Orgânica:

Atendendo a um antigo pedido do SINDPOL/MG Chefia da Polícia celebra convênio com a ALMG, instituindo um cargo de articulador adido ao Poder Legislativo, para facilitar as tramitações de projetos de interesse da instituição naquela casa.

Veja matéria do Jornal Hoje em Dia.

Assembleia Legislativa cria cargo para delegado.
Policial vai trabalhar no Gabinete da Presidência e será o interlocutor da categoria com os deputados estaduais

denilson+martins+sindpolmg_1.jpg
Apesar de contar com um quadro limitado de pessoal, a Polícia Civil mineira disponibilizou um delegado para trabalhar no Gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa. O convênio entre as duas instituições já foi assinado e publicado na última quarta-feira (20) no ‘Minas Gerais’, Diário Oficial do Estado.

 Designado para a nova função, o delegado Hudson Ferreira Sales, da Seccional Centro-Sul, vai ficar responsável pela interlocução com a categoria na Casa, quando necessário. Ele continuará a receber o mesmo salário pago pela Polícia Civil, de acordo com informações da Assessoria de Imprensa da Assembleia Legislativa.  “Não vejo necessidade deste cargo. Não vai resolver nada. É melhor ele (delegado) ficar na delegacia”, afirmou o deputado estadual Rogério Correia (PT), líder da oposição na Assembleia.

 Segundo ele, a Polícia Civil já vive uma situação difícil em função do número limitado de delegados, não se justificando, assim, a designação de um profissional exclusivo para a Assembleia. “Se considerarmos que a situação já está ruim, um a mais um a menos não vai alterar muita coisa. Tem é que abrir concurso o mais rápido possível para novas contratações”, defendeu o presidente do Sindicato dos Delegados da Polícia Civil de Minas Gerais, Edson José Pereira.

Para ele, é importante a presença da Polícia Civil na Assembleia para discutir os interesses da categoria. “O delegado vai fazer uma interlocução entre deputados e a chefia da Policia Civil. Tem muito deputado que não sabe a diferença entre (polícia) Civil, Militar e Federal. É uma conquista inédita no momento em que discutimos nossa Lei Orgânica”, defendeu o delegado. 

Para o deputado Rogério Correia, a interlocução com a categoria já é feita diretamente com o sindicato e, no caso de negociações salariais, com a Secretaria da Fazenda, a exemplo do que acontece com outros setores do Estado, como o da Educação. “A interlocução tem que ser feita diretamente entre os sindicatos e o Governo. Ele (o novo delegado) não vai ser interlocutor de ninguém. O projeto de lei da Polícia Civil deve ser enviado em agosto e vamos discuti-lo com o Sindicato dos Delegados e dos Servidores da Polícia Civil (Sindpol)”, ponderou o deputado petista. 

De acordo com o presidente do Sindpol, Denilson Martins, o novo cargo criado na Assembleia é uma reivindicação antiga da categoria. “O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar já tem representantes na Assembleia. Em 1999 a Polícia Civil tentou colocar uma pessoa, mas não teve apoio de todo o sindicato”, afirmou Martins.
Conforme informou o Hoje em Dia em junho, dos 853 municípios de Minas Gerais, 430 não possuem delegado da Polícia Civil. Com o baixo efetivo, muitos profissionais acumulam serviço de cidades vizinhas. O salário inicial da categoria é de R$ 5.714,35. 

Somente neste ano, 33 delegados foram afastados do serviço por determinação médica. Depois de dois meses e meio de greve por melhores salários, os policiais civis encerraram a paralisação na última quarta-feira. O Governo se comprometeu a enviar à Assembleia alterações na Lei Orgânica da categoria, datada de 1969, além de uma proposta de reajuste salarial. A Assessoria de Imprensa da Polícia Civil foi procurada para dar detalhes sobre o convênio firmado com a Assembleia, bem como para esclarecer como ficará a seccional Centro-Sul, mas não respondeu à solicitação.

Fonte: Jornal Hoje em Dia.
Amália Goulart – Do Hoje em Dia – 22/07/2011 – 04:12.
Link:
http://www.hojeemdia.com.br/cmlink/hermes/politica/assembleia-legislativa-cria-cargo-para-delegado-1.313730