Inspeção sindical

22 de Janeiro de 2016

Inspeção sindical

Diretor regional Enmerson Mota realiza inspeção sindical nas delegacias de Porteirinha, Mato Verde e Monte Azul, em Minas Gerais

O diretor regional do Sindpol/MG, Enmerson Mota realizou ontem, (21/01), inspeção sindical nas delegacias de Porteirinha, Mato Verde e Monte Azul, em Minas Gerais.

No que diz respeito ao efetivo, o cenário é caótico, e também há um acúmulo considerável no volume de serviço. “É humanamente impossível realizar o mínimo do trabalho nessas cidades. A situação mais dramática é em Mato Verde/MG, pois, com a aposentadoria dos investigadores, a delegacia possui somente uma escrivã, que trabalha de portas fechadas, temendo pela sua segurança”, relatou o diretor. A cidade de Mato Verde/MG possui cerca de 12 mil habitantes e o envolvimento de adolescentes com o crime vem crescendo muito nos últimos anos. São mais de 3000 procedimentos, que estão praticamente parados, já que a escrivã está com o serviço acumulado e só pode atuar administrativamente na delegacia.

Em Monte Azul/MG, a situação é bem parecida. Em conversa com o delegado Dr. Mauro Ricardo Guimarães Pinho, nota-se a consternação do servidor, que espera providências das autoridades para resolver a questão da delegacia trabalhar apenas com uma escrivã e um investigador de polícia. “A nossa angústia é que somos cobrados e por mais que tentamos, não conseguimos cumprir o mínimo. Eu chego antes do horário e saio depois”, disse o delegado. Além disso, o mesmo também responde pelo expediente nas cidades de Mato Verde, Gameleira e Espinosa.

Na cidade de Espinosa, o delegado Dr. Erivelton Ruas Santana é acionado constantemente para cumprir plantão em Janaúba, a 130km de distância, o que o faz ausente em diversas situações em seu município. Ressalta-se também que a cidade possui cadeia sob responsabilidade do delegado e dos policiais, porém, Espinosa tem uma população de mais de 120 mil pessoas, o que fica cada vez mais difícil atender à todas as demandas.

O Sindpol/MG continua na luta pela recomposição dos quadros da Polícia Civil.