Sindicato integrado

Sindicato Integrado
Em defesa da saúde e da previdência do servidor

 

Na manhã desta quarta-feira, 23/12, a direção do Sindpol/mg recebeu o especialista em previdência e ex-presidente do Ipsemg, João Diniz Pinto Junior, que também compõe a comissão de acompanhamento das diretrizes de reestruturação do Ipsemg.

O objetivo da reunião foi a elaboração de uma entrevista que será exibida na estreia do novo programa “Segurança e Cidadania” que agora passa a ser exibido na TV câmara de BH, canal 61.4, no sinal digital aberto.

Os dirigentes discorreram sobre vários aspectos do tema segurança e seguridade previdenciária e social do conjunto dos servidores públicos de Minas Gerais e seus dependentes e usuários.

O programa será exibido no sábado, dia 2 de janeiro de 2016, às 10h da manhã, com reprises em horários alternativos. Não perca!!

 

Sindicato integrado: Ex-presidente e fundador do Sindasp se reúne com a direção do Sindpol/MG em cordial visita

Na tarde desta terça-feira (21/07) o ex-presidente do sindicato dos Agentes Penitenciários, José Maria Marques, fundador da entidade e real responsável pelo registro da carta sindical, bem como um dos grandes articuladores da categoria juntamente com a direção do Sindpol/MG, pelo processo de transição das carceragens da PCMG para o Sistema Prisional, ônus antigo que a nossa instituição policial suportou por décadas, se reuniu com a direção do Sindpol/MG.

José Maria Marques discutiu com a direção do sindicato a necessidade de intensificarmos as ações conjuntas das entidades e das categorias para que retrocessos não ocorram no sistema, que hoje já vem mostrando sinais de superlotação e sucateamento. Relembrando lutas do passado, onde a direção do Sindpol e a direção do Sindasp conseguiram muitos avanços, não só na legislação, mas também na conquista de benefícios institucionais e remuneratórios. “É preciso retomarmos uma agenda positiva de valorização entre os operadores de Segurança Pública civis, pois sozinho fica muito difícil de qualquer categoria conseguir algo do governo. Se somados Polícia Civil e Agentes Penitenciários, somos quase 30 mil, é claro que devemos sempre nos pautar pelas atribuições específicas de cada instituição, a PCMG na sua atividade e os agentes penitenciários nas suas”.

O presidente Denilson Martins destacou a importância da categoria dos agentes estarem mobilizados perante o governo de Fernando Pimentel, pela aprovação de uma Lei Orgânica que seja a cara e o reflexo das demandas da classe dos agentes penitenciários e administrativos, e não somente a cara do Executivo, como no governo passado, do PSDB, tentaram fazer, e nesse sentido, na ótica do sindicato cidadão, pode contar com o Sindpol/MG e com a experiência adquirida na luta pela aprovação da nossa Lei Orgânica, em 2013. Denilson acrescentou que a agenda prioritária do Sindpol é a política de reestruturação de cargos e carreiras na Polícia Civil com a isonomia remuneratória entre peritos, investigadores e escrivães e de delegados com defensores públicos, mas que o Sindpol tem sim a expertise e o dever de apoiar os companheiros da Suapi nessa questão da Lei Orgânica, pois o sucesso deles é a garantia da evolução do nosso, uma vez que quem prende e investiga jamais deveria custodiar, escoltar e ressocializar.

Participaram da reunião o presidente do Sindpol/MG Denilson Martins, o vice Toninho "Pipoco", o secretário geral e e diretor de assuntos prisionais Cláudio Pereira e o ex-presidente do sindicato dos agentes penitenciários José Maria Marques.