Sindpol/MG reúne com excedentes de investigador e avaliam a evolução das negociações pela convocação

10 de novembro de 2017

A direção do Sindpol/MG se reuniu na manhã desta sexta-feira (10/11), com a comissão dos aprovados no último concurso de investigador de polícia, o objetivo dessa reunião era avaliar a evolução das tratativas pela convocação dos 462 aptos nesse concurso, em substituição de aposentados, demitidos e falecidos, na forma da reunião realizada ontem (9/11), na AGE (Advocacia Geral do Estado).

O conjunto dos aprovados resolveram, por maioria, diante das manifestações positivas pela convocação de todos, dar um voto de confiança a representação do governo, que tem negociado permanentemente com a direção do Sindpol/MG e com a comissão dos aprovados, portanto, a partir da data de hoje, suspenderam temporariamente o acampamento, que já duram 73 dias na porta da residência oficial do governador, no Palácio Mangabeiras.

O presidente do Sindpol/MG, Denilson Martins, cumprimentou os representantes da comissão pela maturidade do gesto e também pelo comprometimento de se fazerem presentes desde o primeiro dia das negociações até a presente data. O sindicalista disse que o Sindpol/MG continuará empenhado no tensionamento e na negociação junto ao Governo pela convocação dos 760 restantes ainda neste fim de ano, e caso não seja possível, que apresentem um cronograma de convocação dos 760 restantes.

Importante destacar que a suspensão temporária desse acampamento é um gesto de confiança dos aprovados do concurso, para que o Governo possa avançar, ainda mais, pela convocação da totalidade dos excedentes, esse é o compromisso.